9 de junho de 2009

“Estava precisando...”

A falta de prática faz cometer erros bobos, mas que servem como experiência (como se diz: afinal, fazer merda serve para adubar a vida!).

Sabe aquele presente que você está sonhando em receber da pessoa amada, e a expectativa é tanta que você idealiza algo surpreendente? Então essa pessoa chega e finalmente entrega o “presentão” com aquele sorriso no rosto, todo feliz porque acha que comprou o melhor presente para a ocasião!

Então, ela abre o presente e... “nossa... que legal... estava precisando!”.

É... acho que seu presente não agradou. Está estampado no rosto dela a decepção mal disfarçada. Não era BEM isso que ela gostaria de ganhar no Dia dos namorados.

- Mas não foi isso que você estava precisando?
- De uma pilha recarregável para minha máquina e um carregador? Ah sim... era.
- Então... eu pensei que você iria ficar satisfeito por voltar a usar sua máquina de estimação.
- Eu gostei sim. Realmente estava precisando...

Ok. Você tentou acertar no presente. A intenção foi boa, mas... isso é presente romântico onde? E aquele cordão lindo que ela namorou na vitrine quando passeavam no shopping? E o vestido com capuz que ela já deu várias indiretas? Tanta coisa interessante e logo um conjunto de pilhas e um carregador? Tudo bem... É a falta de prática. Quem sabe no aniversário não acerta?

Porém, entretanto, todavia, contudo, ela não engoliu muito bem. E só esperou a ocasião certa para “comentar” sobre a falta de romantismo do rapaz.

Quando foram comprar os presentes para duas amigas aniversariantes, tiveram a brilhante idéia de passar em uma joalheria. Viram juntos as opções de brincos, cordões, pulseiras e anéis, até que escolheram as que tinham mais a ver com a personalidade de cada uma.

No final, ela não resistiu...

- Pois é, saber comprar artigos femininos para suas amigas, você sabe bem. É tão bom ganhar presentes que têm “a nossa cara”...
- E por que você está falando isso?
- Nada não... é que eu ainda não tenho costume de vestir pilhas.

Um comentário:

Júlia disse...

Bem, acho que presente é presente, ainda mais quando é dado por alguém que claramente gosta da gente.

POde não ter sido o mais romantico... mas ele é um dos presentes que vai ganhar. E que foi dado com antecedência para ser usado.

De qualquer forma acho que presente de dia dos namorados, diferente de aniversário, natal, tem que ser um presente para os dois, que acrescente, contibua com a relação. Por isso sou contra a dar presentes como roupa - que por sinal tb não é romantico. Isso só se faz quando já se namora há seculos, as opções de presentes interesantes e criativos já foram usados e a imaginação já se foi...

;)