11 de agosto de 2009

Uma luz no fim do túnel

Hoje passei por um susto e tanto. Rolou um tiroteio no Túnel Santa Barbara, e eu estava no meio disso!!!

Estava indo para o trabalho e no meio do túnel houve um engarrafamento. De repente alguns carros começaram a dar marcha ré, e logo em seguida, as pessoas começaram a abandonar os carros e saíram correndo em direção contrária ao trânsito para sair do túnel. Como estava entre os carros, eu e minha amiga fizemos o mesmo, abandonei meu carro, e saí correndo também. Quando não estávamos mais aguentando correr (e nessa hora percebi o quanto estou fora de forma!) dei uma parada, mas logo começaram os tiros, quando voltamos a correr desesperadamente. Sério, sensação horrível!

No final, a polícia (que queria entrar de carro no túnel) entrou correndo. Depois o trânsito foi liberado e conseguimos sair em paz. Pelo menos um carro foi assaltado e este estava muuuuito próximo da gente.

Já virou clichê a revolta dos cariocas com a violência urbana. Ok, vivemos em uma grande metrópole, e todas têm problemas de violência. Mas de qualquer forma é revoltante sim perceber que a qualquer momento você pode passar por situações de perigo. Não estava andando de madrugada, nem em situações de risco. Estava indo para o trabalho, às 7h30 da manhã. E o que percebemos é a falta de segurança para todos os lados.

O desespero toma conta e você é obrigado a abandonar tudo em prol de sua segurança. “Corre, corre!”, é o grito de ordem dos transeuntes. Você fica parado? Claro que não! E nesse corre-corre, cenas desumanas de idosos abandonando seus carros, amedrontados, tentando fugir do perigo. “Saia do carro, filha!”, gritava um senhor tentando salvar a sua e a vida de sua esposa, também idosa.

Infelizmente, apenas quando vivenciamos situações como essas é que percebemos o quão perigoso está em viver nesta cidade.

Enfim, depois do sufoco e do susto, agora está tudo bem.

Matéria do G1
Matéria do RJTV

2 comentários:

Júlia disse...

Uma luz no fim do túnel... literalmente. É clichê, mas usei o mesmo termo no meu blog...

bju amigo, lov´ u!

railer disse...

nossa, mário, que sufoco.
eu já morei naquele condomínio na boca do santa bárbara (em frente à maternidade escola) e já vi, do meu apto, essas cenas de carros recuando.
infelizmente hoje em dia a coisa tá cada vez pior. a gente tem é que rezar muito e pedir proteção a deus.
quanto a correr, isso eu faço com gosto. anime-se e comece a praticar corrida. em outubro tem a etapa primavera do circuito das estações adidas. se começar a treinar já vai poder participar!