28 de março de 2011

Dólar X Real


“Dilma assina decreto que aumenta Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) de compras no exterior (...) num esforço para evitar que os brasileiros que estão viajando para o exterior fiquem excessivamente endividados e ainda prejudiquem a indústria nacional comprando importados”. (Globo 25/03/2011)

A questão do câmbio no Brasil sempre gerou polêmica porque se para uns o dólar desvalorizado é vantajoso, para outros é prejuízo na certa. Para nós, meros consumidores, é claro que o dólar baixo é compensador, seja para comprar importados aqui no país, seja para viajar e comprar produtos bem duráveis muito mais baratos lá fora.

O fato é que quando há esse aumento do dólar passamos a viver a velha história de “alegria de pobre dura pouco” ou “se correr o bicho pega se ficar o bicho come”. Se você quer comprar um eletrônico sabe que vai pagar caro aqui, porque o imposto ainda é pesado, e se for comprar lá fora (ainda assim mais vantajoso), também vai pagar imposto, no caso o IOF que passou de 2,38% para 6,38%.

Outra questão é saber o que vale mais a pena: levar dólar em cash, o que significa comprar dólar de turismo, cujo câmbio é maior, ou comprar no cartão, que passa a valer o dólar comercial?

Para quem não é rico, mas que faz seu pé de meia para curtir sua viagem, esse aumento só veio prejudicar os planos, porque qualquer reajuste significa menos dólares disponíveis para gastar.

Por um lado, acho justo o Governo valorizar o que é nosso, no caso, os produtos nacionais, contendo a importação excessiva para não prejudicar a indústria nacional. É a velha “balança comercial” desfavorável que prejudica o país, quando se compra mais lá fora e vende-se pouco do nosso. Por outro lado, o fato do Governo aumentar a taxa de forma abusiva (vamos combinar que de 2,38 para 4,38% é um aumento e tanto!), só faz o dólar circular menos e, com isso, valorizar rapidamente, diminuindo também o poder de consumo da classe média (porque para os ricos, isso pouco importa, vão continuar gastando do mesmo jeito). Resultado: menos viagens para o exterior. Será que isso é positivo no final das contas?

3 comentários:

Ju disse...

Olha, concordo que é preciso ficar de olho na balança comercial e cuidar para que ela fique positiva, mas fico me perguntando até que ponto o governo tem o direito de intervir nas nossas compras e no nosso direito de ir e vir!

Afina, já pagamos imposto pra caramba! Trabalhamos boa parte do ano para ajudar o governo a nos manter, manter o país, será que isso não é necessário? Será que realmente precisa fazer isso?

beijos, ju

railer disse...

concordo contigo. os produtos aqui chegam muito caros e agora comprar lá fora vai ficar mais caro ainda.

Ebook Revenda: http://ebookrevenda.ueuo.com disse...

IMPORTAR DA CHINA

COMO APRENDER A VENDER PRODUTOS IMPORTADOS DA CHINA ?

Aprenda como Importar da China e vender ganhando Mais de 300% de Lucro, Sem Investimento Inicial, Drop Shipping.

Conheça agora todas as Coisas que você vai aprender a fazer com o Guia que vai mudar a sua vida!

ATENÇÃO: Se você Tem um Computador, quer usá-lo para Ganhar Dinheiro Trabalhando em Casa, mas não sabe como, você está no lugar certo

Descubra como iniciar um Negocio Automático, sem investimento inicial, que gera lucro 24hs por dia...mesmo enquanto você está dormindo, ou com o computador desligado!

Visite o site e conheça esse novo Metodo:
http://www.onlinerenda.com.br/importar-da-china.htm