26 de outubro de 2007

Procuram-se (atrizes) garotas de programa!

500 candidatas para o papel de puta! 500 jovens sonham em interpretar a ilustre Bruna Surfistinha, a ex-garota de programa que virou celebridade depois de contar, primeiro em seu blog e depois em seu livro, histórias picantes com seus clientes anônimos! Personagens como ela merecem um filme, é claro! Aliás, está além de um filme pornô, porque isto, a própria já protagonizou. O interessante é justamente contar a vida de uma menina nascida na classe média que abandonou tudo para ser independente e viver com seu próprio dinheiro!

Em um pensamento estratosférico, penso que (algumas) mulheres gostam de assumir papéis de puta, justamente por não serem! Ou seja, extravasam um sentimento talvez guardado em seu íntimo nesses momentos de interpretação! A matéria do Globo (http://oglobo.globo.com/cultura/mat/2007/10/26/326911350.asp) fala sobre essas candidatas que passaram a quarta-feira mais chuvosa dos últimos tempos fazendo testes de 2 minutos para conquistar tal papel na telona. Algumas propuseram se despir diante do diretor para melhor encarnar a personagem! Uma inclusive ficou totalmente nua!

Em outro pensamento, também translúcido (que deixa passar a luz, mas que não permite ver de forma clara e nítida os objetos), imagino o fascínio que atores, em geral, têm em interpretar personagens criados por Nelson Rodrigues. Muitos deles carregam justamente esse exagero de ser, ousados e sem pudor. Daí, encontramos homem que gostava de se vestir de noiva, mulher que gostava de apanhar do seu macho, putas, malandros... Personagens do mundo chulo, da sarjeta, do obscuro, do surreal.

Realmente deve ser prazeroso, por um lado, interpretar personagens tão intensos, capazes de mexer com seus domínios, suas crenças, seus princípios! Ao mesmo tempo, o ator expõe seus mais profundos sentimentos, até então reclusos.

Talvez seja esse o pensamento de uma mulher que queira tanto interpretar um papel de puta, mulher que vive às custas do prazer alheio, sendo dominante e dominada.

Segundo Rodrigo Pitta, o responsável pela seleção das meninas, a escolha independe de profissionalismo! Se tiver que colocar uma garota de programa de verdade para exercer o papel, melhor, mais realismo ao filme! “Estamos procurando pessoas do mundo real, a verdadeira namoradinha de aluguel das telas”! Por isso, muitas candidatas, mesmo não sendo atrizes profissionais, foram tentar a sorte e testaram seu talento... para puta!

Cá entre nós, há todo um charme em interpretar uma puta bonita e diferente, ainda mais agora depois do sucesso de Bebel na novela Paraíso Tropical.

Mas será que se a personagem fosse, digamos, Suzane Von Richthofen, a menina que matou os pais com ajuda do namorado e do cunhado, haveria 500 candidatas? Ou melhor, se a história fosse da jovem Valéria Polizzi, que em seu maravilhoso livro – “Depois daquela viagem” (muito reconhecido por sinal) – descreve sua vida depois de contrair AIDS aos 16 anos?

Ambas são excelentes personagens para uma boa atriz! Sem dúvida um puta desafio (desculpe o trocadilho)! Taí, proponho um filme sobre essas duas mulheres! Com certeza gerariam um ótimo enredo!

Infelizmente, o apelo sexual ainda impera na mídia. Assim como a violência, as drogas, o submundo... Não quero ser radical a ponto de achar que esses assuntos não devem ser abordados em filmes, novelas, peças. Não é isso. Só acho que o fato de 500 candidatas, atrizes ou não, desejarem interpretar uma puta é um tanto assustador. É uma torção dos valores humanos. Não seremos puritanos, para não tender à hipocrisia, mas também não seremos sexumanos!

Antes que eu esqueça, o título é de propósito! As 500 candidatas foram apenas de São Paulo. Os testes no Rio começam em novembro agora!!!

4 comentários:

Allyne disse...

Eu tava mesmo querendo trocar de emprego...

Será que agora as paquitas se animam???

Ai, muita gente pra concorrer comigo... :(

Marcele disse...

OLÁ .... PODERIA ME EXPLICAR MELHOR SOBRE COMO EU POSSO ME INSCREVER? MEU ORKUT É mabewitch@yahoo.com.br, FICO NO AGUARDO DE SEU RETORNO O MAIS BREVE..... QUERO FAZER O TRABALHO SE O VALOR EM DINHEIRO FOR BOM.. POIS TENHO PLANOS PARA O FUTURO.

Marcele disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.